Não tenho perguntas mas com certeza tenho desculpas, Falta-me a razão porque estou tão  confuso,

 

 
 Confusaassim que me sinto grande parte do tempo. Motivos, todos, tudo, questionamentos bobos e sem sentidos aparentes. 
 Primeiro pensei em crise existencial, mas não pode ser as pessoas não devem questionar sua existência o tempo todo, pensei. 
Não consigo mais observar as pessoas como antes, seres humanos ser tornaram meros objetos que não merecem minha admiração. 
 Uma certeza que tenho é que as pessoas não mudam e não vou continuar sofrendo para tentar provar o oposto. 
Tornei-me mais emotiva, e a depender do caso demonstro meus sentimentos verdadeiros. 
 Nossa, acabei de ler o que digitei parece um resumo dos ultimos tempos, a verdade pela qual eu gosto de escrever como me sinto é organizar meus pensamentos, li e não achei nenhuma confusão mais. 

 Continuo carente de afeto, principal razão para a minha solidão, sem perspectiva de mudanças já que afeto não podemos chegar no mercado e comprar.

 As vezes sou tomada por uma onda de revolta que passa tão rapido quanto começa, as vezes quero sumir, as vezes quero estar com pessoas alegres, quero silencio mas tambem quero musica. 
Falo, falo sobre mim mas ainda não consigo por pra fora tudo que realmente desejo.
E a vida segue seu curso até que eu consiga realmente me enteder.